Realidade Aumentada | Astronautas Filmes - Produtora de Vídeos

(61) 3356-7403  |  (11) 99822-1100
Como criar um cenário de Realidade Aumentada?

Como criar um cenário de Realidade Aumentada?
Por
11/04/2017

Como criar um cenário de Realidade Aumentada?

A Realidade Aumentada veio para unir o mundo real com o mundo virtual. A inovação pode ser utilizada em celulares, games, publicidade e muito mais. É comum confundir Realidade Aumentada com Realidade Virtual. A diferença básica é que, na Realidade Virtual, é criado um ambiente totalmente gerado por computador, enquanto a Realidade Aumentada mistura elementos reais com objetos virtuais.

Para entender melhor, basta lembrar-se de cenas de filme que mostram óculos futurísticos com os quais, ao olhar para uma pessoa, surgem dados sobre ela, como idade, nacionalidade, etc. Dessa forma, cenários reais são ampliados com informações e detalhes de forma virtual.

Tudo começou com a necessidade de inovar os códigos de barras, surgindo, assim, os códigos 2D (feitos em duas dimensões). A tecnologia surgiu para aprimorar etiquetas e armazenar uma quantidade maior de informações sobre os produtos. Ao unir um código de duas dimensões com um programa de computador, surge a Realidade Aumentada.

Como funciona a realidade aumentada

Para criar um cenário de Realidade Aumentada, é preciso um dispositivo que transmita em tempo real, um objeto real com uma marca de referência e um software que interprete o sinal emitido pelo dispositivo. A Realidade Aumentada pode ser utilizada para gerar objetos estáticos ou interativos.

A técnica vai além do entretenimento e pode revolucionar processos cotidianos, como reparos automobilísticos por meio de manuais interativos e até mesmo para facilitar o estudo de medicina com projeções realistas. A Realidade Aumentada ainda está no começo do seu potencial, e muitas novidades virão ao longo dos anos.

Aplicações da Realidade Aumentada

A Realidade Aumentada deve revolucionar a medicina. Será possível acompanhar todos os dados e exames recentes de um paciente na mesa de cirurgia. Estudantes poderão simular diversos cenários e aprimorar seus conhecimentos e técnicas antes de partir para a prática real em pacientes. Além disso, a Realidade Aumentada pode ser utilizada para tratar fobias. Com o uso de capacetes, as pessoas podem encarar o medo de viajar de avião ou encarar cobras, por exemplo.

Na educação, a novidade será maior em áreas como química e física, que poderão contar com laboratórios e experiências simuladas, facilitando o processo de estudo. Visitar museus, pontos turísticos e belas paisagens em breve não vão depender de longas viagens, bastando apenas o uso de óculos de Realidade Aumentada. A arquitetura também pode tirar proveito da Realidade Aumentada e criar projeções de novos ambientes e construções.

Para os gamers, devem surgir cada vez mais jogos que unem o mundo real com o virtual. Basta se locomover com o celular em mãos para receber novas informações e obter novas conquistas nos jogos. Outro uso prático da Realidade Aumentada pode surgir em aplicativos que facilitam a rotina da sociedade. Por exemplo, ao apontar o celular para um prédio, você pode saber quais são os escritórios e serviços disponíveis no local.

Diversas empresas contam com estudos sobre Realidade Aumentada em andamento, e as novidades devem seguir surgindo. No momento, o maior obstáculo é o custo alto. Isso impede, ainda, que as novidades cheguem ao consumidor em celulares e tablets e invadam a rotina da sociedade.

decolamos

Posts Relacionados