História do audiovisual (Atualmente). Veja o que é e como é

(61) 3356-7403  |  (11) 99822-1100
História do audiovisual (Atualmente)

História do audiovisual (Atualmente)
Por
23/05/2017

História do audiovisual (Atualmente)

Nas últimas décadas, o avanço tecnológico tem permitido ao audiovisual crescer a níveis nunca antes imagináveis, tanto no que diz respeito aos suportes técnicos que utiliza quanto às tecnologias de execução eletrônica.

Novos aparelhos e tecnologias são desenvolvidas todos os anos, popularizando e democratizando ainda mais o acesso do público a vídeos de qualidade cada vez maior.

Também vem marcando os nossos tempos uma maior possibilidade que as pessoas “comuns” têm de produzir seus próprios vídeos e divulgá-los na internet.

Neste artigo, você conhecerá uma parte mais recente da história do audiovisual, tanto no que diz respeito às plataformas que o audiovisual tem utilizado para se disseminar, tanto nas técnicas que produtores profissionais e amadores têm adotado para criar seus produtos audiovisuais e cativar ao público. Vamos lá?

Mídias: VHS, DVD e Blu-ray

Desde que as câmeras de vídeo passaram a ser mais portáteis na década de 1950 e 1960, as indústrias de tecnologia passaram a pensar formas de o público acessar conteúdos audiovisuais de suas casas conforme sua vontade, sem depender da programação da TV. Um dos primeiros esforços que ganhou completamente o mercado foi a fita VHS (Video Home System) nos anos 1970, 1980 e 1990.

Estas fitas executavam o vídeo de maneira magnética, e não óptica como as fitas do cinema – isso tinha como fator positivo o tamanho reduzido e a alta capacidade de tempo; por outro lado, deixava a imagem frágil à ação do tempo e a quaisquer agentes magnéticos que poderiam facilmente danificar a fita.

Para corrigir algumas destas falhas e aprimorar a tecnologia, ainda no fim da década de 1990 começaram a aparecer os DVD Players. O DVD (Digital Video Disc) era um disco com as mesmas medidas de um CD e que possuía 4,7 GB de capacidade em dados. Ou seja, além de filmes, os DVD’s são uma mídia muito versátil para qualquer dado, o que democratizou o audiovisual.

Contudo, o DVD não tinha a capacidade necessária para rodar vídeos em 1080p ou em 4k, que se tornaram tendência a partir de 2005. Com isso, foi desenvolvido o Blu-ray, um disco com as mesmas dimensões físicas, mas que tem uma capacidade muito maior, podendo alcançar até 50GB (Ou cerca de 4 horas em imagem Full HD).

No entanto, o Blu-ray não chegou a tomar o mercado audiovisual como o DVD em sua época, sendo mais utilizado como uma mídia de armazenamento de dados para jogos de videogame. Isto porque a internet roubou parte deste mercado com as plataformas de streaming audiovisual.

Internet: Youtube, Vimeo e Netflix

O Youtube nasceu em 2005 e desde então tem agregado conteúdos audiovisuais profissionais e amadores com bilhões de visualizações. A plataforma pertence hoje ao Google e é altamente lucrativa.

O Vimeo é um ano mais antigo que o Youtube e tem uma característica de produção audiovisual mais voltada para profissionais do ramo que buscam divulgar seu trabalho na internet em uma plataforma que atenda às especificidades técnicas requisitadas por uma produção profissional.

O Netflix, por sua vez, tem roubado a cena nos últimos anos com sua popularidade, chegando a desbancar canais de televisão e obtendo lucros bilionários. O streaming de vídeos e séries sob demanda está disponível em quase todo o mundo, e a plataforma tem até mesmo suas próprias superproduções.

Youtubers: o presente do audiovisual

Uma tendência que ainda se reproduz no mundo do audiovisual são os Youtubers, uma “evolução” dos vloggers. Basicamente são pessoas comuns, mas que geram conteúdo de interesse no Youtube e ganham proeminência com isso. Youtubers surgem e desaparecem no cenário nacional e internacional constantemente.

Como os consumidores Empresariais usam o Vídeo Online

Posts Relacionados